Piauí

Governo Federal aprova empréstimo de R$ 83 milhões para obras no Piauí

O investimento será destinado exclusivamente para obras de melhoria na infraestrutura de rodovias no estado.
  • BRUNA LEÃO
28/08/2020 11h43 - atualizado

O Ministério da Economia confirmou ao secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles, a aprovação de uma operação de crédito para rodovias no valor de 83 milhões junto ao Banco de Brasília (BRB), nesta quinta-feira (27).

O investimento será destinado exclusivamente para obras de melhoria na infraestrutura de rodovias no Piauí, que irá contribuir para o desenvolvimento do estado e beneficiará a população de diversos municípios.

“Acabamos de receber a notícia da aprovação, pelo Ministério da Economia, da operação de crédito do Estado do Piauí, junto ao Banco do Estado de Brasília (BRB), no valor de R$ 83 milhões. Essa operação será destinada, exclusivamente, para conservação, restauração e construção de rodovias, nas mais diversas regiões do Piauí, beneficiando a população de vários municípios do Estado”, ressalta o secretário.

Esse projeto faz parte da segunda etapa do Pacto de Retomada Organizada/PRO Piauí II, que prevê investimento de R$ 6 bi em três anos. Os recursos têm a finalidade de melhorar a mobilidade urbana e também serão investidos nas áreas de estratégia de desenvolvimento do Estado.

Rafael vê a aprovação da operação como um capítulo importante dentro do programa PRO Piauí. “Sem dúvida nenhuma, esse é o maior programa de investimentos da história do nosso Estado. O governador Wellington Dias tem nos colocado na coordenação desse programa para realizarmos todos esses investimentos necessários para o desenvolvimento do nosso Estado, nas mais diversas áreas”, aponta.

O secretário declarou ainda que em breve será lançado o site, a fim de que todas as ações realizadas pelo PRO Piauí II sejam feitas com transparência e que a população possa acompanhar a aplicação de cada recurso investido em sua região.

“Vamos ter muitos investimentos para todo Estado, integrados com os municípios e governo federal, direto com o setor privado, em parceria público-privado, o que contribuirá para uma recuperação mais rápida da economia do Estado, e ainda vamos poder garantir a melhoria do lado social”, reforça o secretário e coordenador do PRO Piauí II, Rafael Fonteles.

Mais na Web