Piauí

Governo garante que Iaspi pagou o mês de abril à rede credenciada

O Governo diz que o atendimento do sistema IASPI Saúde/PLAMTA continua acontecendo.
20/07/2018 15h32 - atualizado

O Governo do Piauí anunciou que o Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado (IASPI) efetivou o pagamento do mês de abril à rede credenciada. Segundo nota divulgada, a maior parte dos hospitais já recebeu hoje (20), e o atendimento aos usuários do sistema IASPI Saúde/PLAMTA continua acontecendo. O atendimento oncológico está assegurado, com exceção do Hospital São Marcos, que não está atendendo sequer a urgências/emergências. Não foi informado sobre o pagamento referente ao mês de maio.

“Infelizmente, houve o caso de um paciente que veio a óbito, lamentamos que tenha chegado a esse ponto, e pedimos novamente a sensibilidade dos diretores dos hospitais para que retornem às atividades”, reitera a diretora geral do IASPI, Daniele Aita.

Daniele lembra que nesse caso específico do óbito de um paciente, quem responde por omissão de socorro é o próprio hospital, que recusou atendimento. Omissão de socorro é tipificada como crime pelo artigo 135 do Código Penal.

Diante da regularização do pagamento aos hospitais e clínicas, o IASPI recomenda aos usuários que se sintam prejudicados que denunciem através da Central do Usuário (3131-6133) das 7h-19h ou diretamente na Ouvidora do Instituto, no horário de funcionamento, informando qual o prestador que não prestou atendimento para que o Instituto possa tomar as devidas providências.

“Os hospitais que não estão atendendo já foram notificados e, caso não retornem, vamos tratar o caso como quebra de contrato. Podem até ser descredenciados. Confiamos que o bom senso vai prevalecer e quem está parado deve retomar o atendimento de imediato”, prevê a diretora do IASPI.

Atendimentos

De acordo com levantamento do Instituto feito junto à rede credenciada, ontem 273 credenciados, entre clínicas, hospitais e laboratórios prestaram atendimento aos usuários do sistema, com um total de 1.107 consultas e 1.526 exames realizados. Hoje, até as 10 horas, 189 prestadores estavam atendendo o sistema, tendo efetuado um total de 417 consultas e 1.099 exames.

MP atua no caso

Na última segunda-feira (16), a 44ª Promotoria de Justiça de Teresina promoveu uma audiência com o objetivo de dirimir o impasse entre a Secretaria de Estado da Fazenda, o Instituto da Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado (IASPI) e o Sindicato dos Hospitais do Piauí. O Ministério Público decidiu que iria entrar na Justiça para que fosse realizado o sequestro de valores da conta única do Piauí, montante que seria revertido ao IASPI/PLAMTA.

Mais na Web