Geral

Governo quer reconhecimento facial para embarque em aeroportos

Segundo o Ministério da Infraestrutura, a medida poderá deixar o processo de embarque nas aeronaves mais eficiente e seguro.
11/10/2020 08h22 - atualizado

O Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, informou que pretende adotar uma nova tecnologia para o processo de embarque em todos os aeroportos do Brasil, a realização do processo de reconhecimento facial.

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, a medida irá realizar de forma mais eficiente o processo de embarque nos aeroportos, além de dar mais segurança nas viagens. O novo sistema de reconhecimento facial começou a ser testado nessa quinta-feira (08) no Aeroporto Internacional de Florianópolis, em Santa Cataria.

  • Foto: Agência BrasilGoverno quer reconhecimento facial para embarque em aeroportos do paísGoverno quer reconhecimento facial para embarque em aeroportos do país

Segundo a pasta, nesse primeiro momento a nova tecnologia será testada apenas por voluntários, e a intenção é que Governo Federal amplie o projeto para os principais aeroportos do Brasil, assim que a medida for aprovada.

Conforme o Ministério da Infraestrutura, mesmo a tecnologia de reconhecimento facial já estando disponível no mercado, ainda não há um sistema unificado que possibilite checar e validar, com rapidez e segurança, a identidade dos passageiros a partir do cruzamento de informações com base nos dados governamentais.

“Com o desenvolvimento da solução conduzida pela Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) do Ministério da Infraestrutura, as autoridades de segurança poderão utilizar inteligência na avaliação de risco antecipada dos viajantes por meio do Sistema Brasileiro de Informações de Passageiros (Sisbraip)”, informou a pasta.

Ainda conforme a pasta, a tecnologia foi desenvolvida em parceria com o Serpro, empresa de tecnologia da informação do governo federal, que desenvolveu um aplicativo que permite o cadastramento da foto do passageiro, ficando vinculada ao CPF.

Com informações da Agência Brasil.

Mais na Web