Polícia

Greco assume investigação de assalto a joalheria Rubi em Teresina

De acordo com o coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, os suspeitos foram autuados por furto qualificado, associação criminosa e uso de documentação falsa.
  • LAÍS VITÓRIA
24/02/2021 09h59 - atualizado

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) irá assumir as investigações do  assalto a joalheria Rubi em um shopping de Teresina.

O crime aconteceu no domingo (21) e a Polícia Civil também irá solicitar a transferência dos suspeitos.

  • Foto: Kelvyn Coutinho/ViagoraDelegado Tales Gomes, coordenador do Greco.Delegado Tales Gomes, coordenador do Greco.

Nessa segunda (22), dois colombianos e um venezuelano foram presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), suspeitos de participarem do assalto, em Catalão no sudeste de Goiás.

Segundo a polícia de Goiás, os assaltantes entraram no shopping, furtaram a joias e colocaram as joias em um outro veículo e fugiram, pois o material não estava com os suspeitos.

De acordo com o coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, eles foram autuados por furto qualificado, associação criminosa e uso de documentação falsa.

Ainda segundo o delegado, o inquérito será concluído em 10 dias pelo Greco.

Mais na Web