Polícia

GRECO prende policial militar durante operação em Teresina

Segundo a polícia, os suspeitos teriam participado de roubos contra a Equatorial e a transportadora GS Transportadora Sucupira.
02/10/2020 11h17 - atualizado

A Polícia Civil cumpriu sete mandados de prisão na manhã desta sexta-feira (2), através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO). Entre as prisões está um cabo da Polícia Militar do Piauí, identificado como Edvaldo Gomes Silva, e um homem identificado como Paulo Henrique Costa dias, vulgo Paulo Pintor, que foram presos pelos crimes de organização criminosa e roubo.

De acordo com informações da polícia, os suspeitos teriam participado de roubos de almoxarifados da empresa Equatorial, no dia 7 de abril, e contra a transportadora GS Transportadora Sucupira, que teve sua sede roubada no dia 17 de abril.

De acordo com o Delegado Coordenado do Greco, Tales Gomes, “os investigados, que no momento da ação contra a Equatorial trajavam fardas da polícia militar, visavam ao invadir o almoxarifado de tal empresa subtrair o metal cobre e usariam um caminhão para transportar o material. Porém, não lograram êxito e roubaram os coletes e revólveres dos seguranças” explicou o delegado.

  • Foto: ViagoraDelegado Tales Gomes.Delegado Tales Gomes.

O delegado Tales Gomes acrescentou ainda que “no roubo à Transportadora GS uma carga de celulares foi roubada. As investigações constataram a participação do Soldado PM Rafael Leal, que foi morto em 03/07, como uma das pessoas que organizavam as ações criminosas. Os presos estão sendo interrogados para logo em seguida serem transferidos ao sistema prisional”, finalizou

Segundo a Polícia Civil, foram presos ainda outros dois homens, identificados como “Charles da Silva Albuquerque” e “Francisco Marcelo de Sousa”, que seriam responsáveis por comprar, mediante estelionato, carros em um site de vendas que eram repassados posteriormente ao grupo criminoso para que realizar os roubos.

A GRECO informou ainda que foram presos na ocasião os autores dos roubos, Wellyton de Sousa, Railton Uchôa de Carvalho e Francisco Miguel Vieira, eles já haviam sido presos no dia 1° de maio durante ação da GRECO pelo furto ao Banco do Brasil do município de União.

A operação da Polícia Civil contou com o apoio operacional da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais - Core, sob coordenação do Delegado Tales Gomes, no âmbito de investigação presidida pelo Delegado Laécio Evangelista.

Mais na Web