Piauí

Guarda Municipal vai atuar na segurança das eleições em Teresina

A solicitação da participação da Guarda foi feita pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, desembargador José James Gomes Pereira.
22/09/2020 16h36 - atualizado

Na última sexta-feira, 18 de setembro, a Guarda Civil Municipal de Teresina apresentou um plano de ação para as eleições municipais ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI).

A GCM vai integrar as forças de segurança que irão atuar no pleito eleitoral, marcado para acontecer em novembro, após solicitação do presidente do TRE-PI, desembargador José James Gomes Pereira.

O assunto foi discutido nesta manhã em uma reunião entre o desembargador James e o comandante da corporação, coronel John Feitosa.

“Apresentamos um plano bem objetivo de participação da corporação nesse processo. Ficou definido também que será marcada uma data para que os guardas possam ser orientados sobre as condutas e regras das eleições e posteriormente encaminharemos a escala de serviço. A Guarda passa agora a integrar o Comitê de Segurança Interna do TRE”, explica o coronel John Feitosa.

Segundo ele, todo o efetivo da Guarda estará voltado para esse plano de ação. Entre as atividades que deverão ser desenvolvidas pela corporação estão a segurança dos locais de votação e dos voluntários que estarão trabalhando no pleito, fiscalização de boca de urna e denúncias que chegarem ao tribunal, além da fiscalização do cumprimento da Lei Seca.

O emprego da Guarda Municipal no pleito se soma aos demais órgãos de segurança que já trabalham tradicionalmente nas eleições. O plano de ação será integrado com essas demais instituições.

Mais na Web