Piauí

Hackers invadem sistema da FMS e exames ficam inacessíveis

Pacientes do SUS podem não conseguir obter o resultado dos seus exames realizados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Teresina no período de setembro de 2018 até a presente data.
  • DA REDAÇÃO
22/07/2019 17h35 - atualizado

Nesta segunda-feira (22), o sistema operacional utilizado no Centro de Diagnóstico Dr. Raul Bacelar foi alvo de hackers. Como consequência temporária, alguns pacientes do SUS podem não conseguir obter o resultado dos seus exames realizados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Teresina no período de setembro de 2018 até a presente data.

Com a invasão cibernética, os dados dos exames laboratoriais, feitos em Unidades Básicas de Saúde, não foram corrompidos, ou seja, ficaram apenas inacessíveis, de modo que os profissionais não conseguem visualizá-los.

“É como se estivessem presos com cadeados. Já os resultados dos exames feitos em hospitais de urgência estão sendo emitidos normalmente”, informa Rafael Viana, gerente da Tecnologia e Informação da Fundação Municipal de Saúde.

Para adotar as medidas de segurança necessárias e conter o ataque virtual, a Fundação Municipal de Saúde registrou boletim de ocorrência e acionou imediatamente a empresa Diagnocel, responsável pelo sistema afetado. “A Gerência de Tecnologia e Informação da FMS também realizou procedimentos operacionais no local com o intuito de agilizar o serviço”, ressalta o gerente Rafael Viana.

“Queremos tranquilizar a população de que a empresa responsável pelo sistema, juntamente à equipe de TI da FMS, está fazendo o possível para ter acesso aos dados de alguns exames novamente. É importante frisar também que já estávamos em fase de migração para um novo sistema mais moderno e seguro, a ser utilizado na nova sede do Raul Bacelar”, finaliza Rafael.

O Raul Bacelar é o laboratório de análises clínicas da Fundação Municipal de Saúde que realiza a coleta e análise de mais de 100 tipos de exames para os estabelecimentos de saúde do município. Atualmente, o local realiza em média 180 mil exames por mês, nas especialidades: Baciloscopia, Bioquímica, Hematologia, Imunologia, Hormônios, Parasitologia, Urinalise e Citologia

Mais na Web