Piauí

HGV inicia programação para procedimentos bariátricos de 2021

O presidente da Fepiserh destacou a importância dessa retomada, pois, segundo ele, a obesidade é um fator de risco para muitas doenças.
15/02/2021 18h10

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) iniciou a programação de cirurgias bariátricas de 2021 no último sábado (13). Duas pacientes, um de 35 eoutra de 48 anos foram submetidas ao procedimento conhecido como redução de estômago que foi bem sucedido e ambas tiveram alta nesse domingo (14).

  • Foto: AscomHGV inicia programação de cirurgias bariátricas de 2021.HGV inicia programação de cirurgias bariátricas de 2021.

O coordenador do Serviço de Cirurgia Bariátrica e Metabólica do HGV, Marlon Moreno, explicou que o hospital utiliza a videolaparoscopia, técnica mais moderna e menos invasiva, possibilitando um período mínimo de internação.

Segundo o médico, com esse método, a recuperação é mais tranquila e sem os problemas que poderiam ser ocasionados em cirurgias realizadas por corte.

De acordo com o diretor-geral do HGV, Osvaldo Mendes, o hospital é a única unidade de referência no estado do Piauí credenciada para esse tipo de tratamento, pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

  • Foto: AscomHGV é a única unidade no Piauí credenciada pelo SUS, para esse tipo de tratamento.HGV é a única unidade no Piauí credenciada pelo SUS, para esse tipo de procedimento.

O presidente da Fepiserh, Ítalo Rodrigues, destacou a importância da retomada das cirurgias bariátricas, sobretudo, em um contexto de pandemia. Segundo ele, a obesidade é um fator de risco para muitas doenças, entre elas a Covid-19.

“A cirurgia bariátrica é o melhor tratamento para os casos de obesidade mórbida com doença associada. É um fator de risco para muitas doenças, entre elas a Covid-19. Quanto mais ampliarmos o serviço, maior será o impacto positivo na população. A bariátrica não é um procedimento estético, é uma cirurgia que garante qualidade de vida e saúde aos pacientes”, afirma o presidente.

Mais na Web