Piauí

Homem acusa Thales Coelho de negar ambulância a mulher com câncer

A denúncia contra o gestor de Paquetá do Piauí foi feita através de um vídeo que está sendo compartilhados nas redes sociais.
19/10/2019 16h00 - atualizado

Através de um vídeo que está sendo compartilhado nas redes sociais um homem está denunciando que o prefeito de Paquetá do Piauí, Thales Coelho teria se negado a ceder uma ambulância para transportar a esposa do denunciante com câncer a Teresina, para realizar tratamento e que no município não existe assistência na área de saúde.

No vídeo, o marido acusa o prefeito também de ter suspendido o pagamento da esposa que trabalha na prefeitura, porque o homem teria pedido a ajuda ao gestor no deslocamento da mulher que se encontra em tratamento.

“Eu sou esposo da Maria Luzia Martins dos Santos, infelizmente eu fui conversar com o prefeito de Paquetá do Piauí na casa dele e ele me disse que não poderia me dar a ambulância alegou que ela estava recebendo um salário na prefeitura e não poderia me ajudar, ele disse que eu poderia procurar meus direitos ou minhas melhoras, porque ele disse que não dava a ambulância e nem me ajudava com as passagens. Minha esposa trabalhou no colégio Nossa Senhoras dos Remédios tem dois anos, ela tem a portaria dela. Ele suspendeu o pagamento dela, falei com a tesoureiro da prefeitura e doutor Thales disse que estava suspenso o pagamento porque eu não estava satisfeito”, relatou o denunciante no vídeo.

De acordo com o denunciante, como o sistema de saúde da cidade é precário ele precisa se deslocar para Teresina pois o câncer da esposa é agressivo, que já gastou muito dinheiro e que o gestor teria negado a assistência.

“Ele me disse que não dava ambulância, nem o carro eu já fiz 14 viagens pagando para Teresina, e aqui dentro de Paquetá a gente está desprezado na saúde, aqui não existe saúde aqui a gente morre dentro de casa e não é socorrido. Minha esposa tem um câncer na bexiga e precisa ir pra Teresina fazer radioterapia, tem 18 sessões. Eu fui pedir socorro para ele e ele negou socorro para mim. Eu vou entrar na Justiça pelos direitos dela vou denunciar a secretaria de saúde, o prefeito, aonde ela tiver direito eu vou atrás do direito dela”, afirmou o marido.

Veja o vídeo da denúncia: 

Outro lado

O Viagora procurou o gestor para falar sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria ele não foi localizado. O espaço está aberto para esclarecimentos.

Mais na Web