Piauí

Homem é condenado a 18 anos de prisão por homicídio em Pimenteiras

Segundo o MPPI, Antônio Airton foi condenado a reclusão pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, cometido em 18 de agosto de 2012.
20/11/2021 11h40

Nessa quarta-feira (17), o coordenador do Grupo de Apoio aos Promotores de Justiça com Atuação no Tribunal do Júri (Gaej/MPPI), Márcio Giorgi Carcará Rocha, e a titular da 1ª Promotoria de Justiça de Valença, Débora Geane Aguiar Aragão, participaram de sessões de julgamento do Tribunal do Júri, dentre elas, de um acusado de homicídio, na cidade de Pimenteiras, 250 km de Teresina.

De acordo com o Ministério Público do Piauí, o réu identificado como Antônio Airton foi condenado a 18 anos de reclusão pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, cometido em 18 de agosto de 2012 por volta das 4h da manhã.

Segundo o órgão ministerial, o acusado efetuou dois disparos contra José Leal, com quem tinha uma desavença política.

A conduta social do réu foi considerada desabonadora, pois o suspeito transitava ostensivamente armado por Pimenteiras, sendo considerado perigoso pela comunidade, informou o MPPI.

A sessão foi presidiada pelo juiz de Direito Franco Morette Felício Azevedo.

Mais na Web