Piauí

Homem é condenado a 21 anos de prisão por feminicídio em Paulistana

O crime ocorreu na madrugada do dia 29 agosto de 2020, quando o acusado se dirigiu até a casa da vítima, identificada como Évellin Pedrosa, portando um machado.
04/12/2021 17h35

Nessa quarta-feira (01), o Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) atuou durante sessão do Tribunal do Júri realizada na cidade de Paulistana onde foi julgado o réu Joab dos Santos Campos, pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, utilização de recurso que impossibilitou a defesa da vítima e feminicídio.

Segundo o MPPI, o réu foi condenado a 21 anos de reclusão em regime inicial fechado.

De acordo com o órgão ministerial, o crime ocorreu na madrugada do dia 29 agosto de 2020, quando o acusado se dirigiu até a casa da vítima, identificada como Évellin Pedrosa, portando um machado.

Ainda conforme o MPPI, o réu agrediu a vítima, que tentou se defender com uma faca, mas acabou desmaiando e, em seguida, foi atingida por golpes de arma branca.

Na primeira fase do processo, atuou o promotor de Justiça Raimundo Nonato Ribeiro Martins Júnior. No plenário do Tribunal do Júri, o MPPI foi representado pelo coordenador do Grupo de Apoio aos Promotores de Justiça com Atuação no Tribunal do Júri (Gaej), Márcio Giorgi Carcará Rocha. A sessão foi presidida pelo juiz de Direito Denis Brito.

Mais na Web