Piauí

Homem é condenado a prisão por tentativa de feminicídio em Parnaíba

Conforme o Ministério Público do Piauí (MPPI), o acusado identificado como Márcio e a vítima viviam um relacionamento abusivo.
06/08/2021 15h44 - atualizado

Nessa quinta-feira (05), a 5ª Promotoria de Justiça, com o auxílio do Grupo de Apoio aos Promotores de Justiça com Atuação no Tribunal do Júri (GAEJ), obteve a condenação de Márcio Castro Cardoso, acusado de tentar matar, por questões de gênero e motivo fútil, Marlene Vieira da Silva, em Parnaíba.

Conforme o Ministério Público do Piauí (MPPI), o acusado e a vítima viviam um relacionamento abusivo, em que o réu promovia diversos atos de violência doméstica, quebrando celulares da vítima e ateando fogo em suas roupas.

O Conselho de Sentença reconheceu a prática do crime de tentativa de feminicídio qualificado pelo motivo fútil. O juiz decretou a pena em 20 anos de reclusão ao réu que já estava preso.

Os trabalhos no plenário do Tribunal do Júri duraram aproximadamente sete horas. Na primeira fase do julgamento, atuou na instrução o promotor de Justiça Leonardo Fonseca Rodrigues, e, no plenário do Tribunal Popular do Júri, o coordenador do GAEJ, Márcio Giorgi Carcará Rocha.

O caso

No dia 25 de novembro de 2018, o réu usando de arma branca, desferiu sete golpes em Marlene, que só não causaram sua morte devido a intervenção da filha da vítima.

Mais na Web