Saúde

Hospital Getúlio Vargas mantém cirurgias de urgência

O diretor-geral do HGV destacou que os procedimentos continuam somente para pacientes que não podem mais aguardar.
  • LAÍS VITÓRIA
03/02/2021 16h30

Nesta quarta-feira (03), o diretor-geral do Hospital Getúlio Vargas (HGV), Osvaldo Mendes afirmou que mesmo com a medida de suspensão das cirurgias eletivas por duas semanas nos hospitais estaduais, o HGV mantém a realização daqueles procedimentos que envolvem situações emergenciais, bem como os de pacientes regulados do interior do estado.

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) suspendeu por 14 dias as cirurgias eletivas ambulatoriais na rede estadual, exceto as do Hospital Infantil Lucídio Portela, após reunião do Comitê de Operações Emergenciais (COE) de combate à Covid-19.

O diretor ressaltou a conversa que teve com todos os coordenadores médicos de clínicas, para informar e orientar sobre a medida de suspensão dos procedimentos cirúrgicos que podem esperar por duas semanas.

“Já, os casos que não podem mais aguardar, nós seguimos fazendo, como os pacientes neurológicos com tumor cerebral e aneurisma cerebral e os vasculares que precisam fazer embolização de tumores e tratamento de aneurismas. Nessas situações, por exemplo, continuamos com os procedimentos”, destacou Mendes.

Mais na Web