Geral

Hospital Getúlio Vargas volta a realizar transplantes renais

Jânio Yohan recebeu o rim de seu pai que veio do Pará para realizar a cirurgia. O diretor do HGV conta que transplantes com doadores falecidos também irão retornar.
  • LUCAS KLISMAN
12/11/2019 17h30 - atualizado

O Hospital Getúlio Vagas (HGV) realizou na última quinta-feira (7) uma cirurgia de transplante de rim com doador vivo. O Hospital voltou a fazer esse tipo de procedimento, e o primeiro beneficiado foi o pedagogo Jânio Yohan, de 22 anos. O jovem recebeu o rim de seu pai, Jânio Tarço, de 41 anos que veio de Belém-PA para realizar o transplante.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Hospital Getúlio Vargas (HGV).Hospital Getúlio Vargas (HGV).

De acordo com o diretor-geral do HGV, Gilberto Albuquerque, o hospital voltou a realizar esse procedimento devido aos esforços dos gestores da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

O gestor explica que os transplantes com doador falecido também serão retomados. “Estamos somente no aguardo do insumo que é utilizado para conservar os órgãos a serem transplantados. Então, iniciaremos os procedimentos¨, conta o diretor.

Jânio Yohan conta que sofria com insuficiência renal crónica, e o transplante era a melhor forma de tratamento. ¨Por um ano e sete meses fiz hemodiálise três vezes por semana; cada sessão durava quatro horas. Era muito sofrimento, mas agora tudo será diferente”, comemora o paciente.  

Mais na Web