Piauí

Hospital Regional de Picos não paga terceirizados há 2 meses

Através de nota, a Fundação Hospitalar informou que o pagamento dos prestadores de serviço do Hospital Justino Luz, de setembro será efetuado ainda nesta sexta.
19/11/2021 12h10 - atualizado

Nessa quinta-feira (18), uma funcionária terceirizada do Hospital regional Justino Luz, localizado em Picos, denunciou ao Viagora  que os trabalhadores da unidade de saúde estão há dois meses sem receber salários.

De acordo com a denúncia, já fazem 22 dias que os trabalhadores efetuaram o pagamento da nota emitida pela prefeitura do município, encaminhada para o hospital e posteriormente para Teresina para liberação do salário dos servidores, mas que ainda não foi realizado o pagamento.

Conforme a denunciante, o salário está atrasado desde setembro e muitos trabalhadores estão prejudicados.

  • Foto: DivulgaçãoHospital Regional Justino Luz, em Picos.Hospital Regional Justino Luz, em Picos.

“Faz 22 dias que nós pagamos uma nota que é emitida pela prefeitura de Picos, o funcionário paga está nota e eles encaminham para o Hospital Regional e o Hospital encaminha para a Fundação e quando eles mandam para Teresina, o pagamento é realizado, só que a rapidez deles é só para entregar a nota e a gente pagar, depois que chega no hospital a demora para sair o pagamento é um absurdo porque já esta com mais de 21 dias que a gente pagou essa nota e até hoje ainda não recebemos referente ao mês de setembro. Não recebemos nem setembro, nem outubro e nem novembro e há 21 dias pagamos as notas para poder receber o salário”, denuncia.

Conforme o relato, é uma pratica recorrente do Hospital atrasar o salário dos terceirizados que sempre denunciam a ação.

“Todos os funcionários do Hospital estão com o salário atrasado e toda vez para que a gente receba o salário é preciso denunciar por meio da imprensa porque se não fizermos isso a gente não recebe. Depois de uns 4 ou 5 dias eles pagam. Sempre foi assim”, afirmou a denunciante.

Ainda segundo a denunciante, sempre se tem ouvido relatos de colegas de trabalho, principalmente do setor da limpeza do Hospital, que estão sendo impactados pela falta desse dinheiro. Muitos trabalhadores tiveram sua energia cortada e outros estão recebendo ajuda para comprar comida.

“Quem tem outro vínculo tudo bem, eu tenho, mas eu penso nas minhas colegas que infelizmente não tem outro vínculo e principalmente o pessoal que trabalha na parte da limpeza do Hospital. É um absurdo eles exigirem que a gente pague uma nota de um dia para o outro para, por exemplo, a coordenadora de cada ala coloca “a nota já está disponível por favor pagar até tal dia e entregar até tal hora”. Eles dão 1 dia e meio ou dois dias para você pagar uma nota para ficar mais de 21 dias ou até mesmo 30 dias para poder receber o salário. Pessoal da limpeza que já cortou energia porque não teve condições de pagar, tem gente que diz que está recebendo ajuda para poder comprar comida”, desabafou a trabalhadora.

Outro lado

Procurada pelo Viagora a Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares- Fepiserh emitiu uma nota sobre o assunto: 

A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares- Fepiserh informa que o pagamento dos prestadores de serviço do Hospital Justino Luz, em Picos, referente ao mês de setembro será efetuado ainda nesta sexta-feira ( 19).

Mais na Web