Piauí

HUT registra aumento nas vítimas de acidentes de trânsito em maio

Segundo levantamento divulgado hoje (1º) pela unidade de saúde, foi registrado um aumento de 23% no atendimento de vítimas de acidente de trânsito.
01/06/2020 15h10 - atualizado

Nesta segunda-feira, 1º de junho, o Hospital de Urgência de Teresina divulgou levantamento que aponta uma elevação de 23% no atendimento de vítimas de acidentes de trânsito no mês de maio. A tendência de crescimento refletiu também no feriado antecipado, que registrou 9% a mais de acidentados atendidos na unidade de saúde.

De acordo com os dados encaminhados pelo Setor de Estatística do HUT, o mês de maio registrou 660 vítimas de acidentes de trânsito, sendo 604 envolvidas com motocicletas. Em abril deste ano, foram 537 pessoas atendidas nessa especialidade.

Já no período de 29 a 31 de maio, feriadão antecipado de Corpus Christi, foram 82 atendimentos, sendo 75 pessoas envolvidas em sinistro com motocicletas. No mesmo intervalo da semana anterior, foram 75 acidentados.

A variação na quantidade de acidentes representa uma preocupação para o HUT por conta da ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) que, em média, tem sido acima de 97%. “Além disso, com a alta demanda de pacientes com Covid-19 que chegam na unidade de saúde todos os dias, há uma necessidade maior de vagas para receber essas pessoas que estão em situação grave”, explica o diretor geral do HUT,  Rodrigo Martins.

Além de estar diretamente ligada ao crescimento de acidentes de trânsito, a circulação de veículos nas ruas também representa maior aglomeração de pessoas que buscam serviços, sobretudo na região Central da cidade. Por conta disso, a partir de amanhã, a Prefeitura deve implantar rodízio no Centro Comercial, baseado nos dias da semana e na numeração da placa de carros e motos que trafegam entre as avenidas Miguel Rosa, Joaquim Ribeiro e Maranhão.

Violência no feriadão

Os dados encaminhados pelo Setor de Estatística do HUT apontam que, de sexta a domingo, foram atendidas 25 pessoas alvo de algum tipo de agressão física, sendo 21 delas feridas por arma branca. Na semana passada, foram 33 registros contabilizados no hospital, uma queda de 24%.

Mais na Web