Piauí

HUT registra aumento nas vítimas de queimaduras por álcool

A substância está sendo muito utilizada atualmente como higienizador de mãos e superfícies devido à pandemia do novo coronavírus.
25/03/2020 10h00 - atualizado

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) divulgou que, somente essa semana, foram registrados dois casos de pacientes que tiveram queimaduras graves em decorrência da manipulação de álcool. A substância está sendo muito utilizada como higienizador de mãos e superfícies devido à pandemia do novo coronavírus.

O gerente de enfermagem da Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ), Jó Gomes, faz um alerta à população dos perigos de manipular o álcool sem o devido cuidado. “Não podemos esquecer que o álcool é uma substância altamente inflamável e o uso sem o cuidado adequado pode causar queimaduras graves, podendo levar inclusive a morte”, comenta.

Jó Gomes explicou ainda que ao manipular o álcool para higienizar as mãos ou limpar superfícies é preciso ficar longe de substâncias quentes e do fogo. “O álcool está sendo muito utilizado nessa quarentena. Sabemos da importância dessa substância para o combate à Covid-19, porém precisamos ficar atentos para não colocarmos nossa segurança em risco, nem da nossa família”, alertou Jó.

O diretor geral do HUT, Rodrigo Martins, ressaltou que o HUT é o único hospital do Piauí que oferece à população uma unidade especializada no tratamento de queimados com especialistas de plantão 24 horas. “Os dois pacientes que deram entrada no HUT essa semana vítima de queimaduras por álcool tiveram lesões de 1° e 2° grau. As regiões mais afetadas foram mãos, braços e tronco. No momento estão recebendo assistência na UTQ, área exclusiva para o tratamento desse tipo de lesão”, disse.

Esse ano o HUT já atendeu 19 casos de vítimas de queimaduras. Dentre esses, foram sete vítimas de queimaduras por fogo, dez por substância quente e dois por outros meios. Em 2019 foram 195 casos, sendo 100 por substâncias quentes, 60 por fogo, 31 por outros meios e quatro por choque elétrico.

As queimaduras são classificadas de acordo com a gravidade, 1° ao 3° grau. As de 1° grau são aquelas consideradas mais simples que atingem a pele superficialmente. As queimaduras de 2° grau atingem a epiderme e a derme da pele caracterizada pela formação de bolhas. Já as de 3° grau podem atingir os músculos, todos os tecidos da pele, órgãos e tendões.

Mais na Web