Geral

IBGE irá restituir taxa de inscrição do Censo 2020 por aplicativo

Segundo o IBGE, com o adiamento do Censo para 2021, devido à pandemia da Covid-19, a seleção para contratar temporariamente 208.695 pessoas foi cancelada em 17 de março.
13/05/2020 18h22 - atualizado

A partir da próxima terça-feira (19), o IBGE irá começar a restituir a taxa de inscrição dos convidados do processo seletivo simplificado para o Censo 2020 por meio do aplicativo “Carteira Digital bB”, do Banco do Brasil.

Segundo o IBGE, com o adiamento do Censo para 2021, devido à pandemia da Covid-19, a seleção para contratar temporariamente 208.695 pessoas foi cancelada em 17 de março. O instituto informa que não é necessário ser correntista do Banco do Brasil para ter acesso ao aplicativo.

Ao todo, serão restituídos R$ 2.823.775,95 para os 100.735 candidatos que pagaram a taxa de inscrição até o cancelamento do processo seletivo. As taxas foram de R$ 35,80 para concorrer a funções de nível médio (agente censitário) e de R$ 23,61 para disputar as vagas de ensino fundamental (recenseador). Os inscritos para mais de um cargo receberão os valores em uma única parcela.

“Essa foi a solução encontrada para evitar que essas pessoas tivessem que se dirigir a uma agência bancária no período de confinamento”, explica o coordenador de Orçamento e Finanças do IBGE, Antonio Carlos Mantuano.

 Como utilizar o app

Após baixar a Carteira Digital bB na loja de aplicativos do celular, o candidato deve selecionar “criar carteira bB” e em seguida preencher o cadastro com CPF, nome completo, data de nascimento e número do celular.

Na sequência, o beneficiário deve selecionar a opção “receber” na tela inicial do aplicativo e responder às perguntas de segurança baseadas nas informações fornecidas quando se inscreveu no processo seletivo. Em seguida, é só clicar em “confirmar” e aguardar até o dia 19 de maio, quando o dinheiro já estará disponível na conta da Carteira Digital bB.

Com o valor liberado no aplicativo, o beneficiário poderá sacar a quantia em qualquer caixa eletrônico do Banco do Brasil; transferir para outra conta (TED); transferir para um contato que também tenha a Carteira Digital bB ativa e realizar pagamentos com código de barras ou em estabelecimentos credenciados.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web