Piauí

Iluminação da Praça do Parque Piauí passa por modernização

De acordo com a Semduh, o local foi alvo de furtos de cabos e teve parte das luminárias queimadas por causa dos curtos-circuitos.
21/05/2021 11h13 - atualizado

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) está finalizando a modernização da iluminação pública da Praça da Capela Nossa Senhora Aparecida, no bairro Parque Piauí, zona Sul de Teresina.

De acordo com a Semduh, o local foi alvo de furtos de cabos e teve parte das luminárias queimadas por causa dos curtos-circuitos.

  • Foto: AscomEquipe da Semduh finalizando modernização da iluminação pública no Parque Piauí.Equipe da Semduh finalizando modernização da iluminação pública no Parque Piauí.

O coordenador de iluminação pública da Semduh, Augusto César explicou que foi detectado mais um furto de cabos e que, de imediato, uma equipe iniciou os trabalhos na praça na última terça-feira (18).

“Detectamos mais um furto de cabos e, de imediato, iniciamos os trabalhos na praça, na última terça-feira (18), fazendo a recuperação de parte do material que foi roubado. A praça, no entanto, já estava na nossa programação para a troca das luminárias, por isso estamos atuando com duas equipes no local para finalizar o serviço ainda hoje, ou, no máximo, até sexta-feira”, explicou.

Segundo a Semduh, ao todo, estão sendo substituídas 32 luminárias. Augusto afirmou que as equipes também farão a implantação de projetores no campo de futebol da praça.

O secretário da Semduh, Edmilson Ferreira, disse que existe um grande esforço para atender as demandas da população quanto à iluminação pública, porém, há um problema na segurança pública que acaba dificultando o avanço dos serviços.

“Estamos fazendo o possível para atender a população assim que somos acionados, mas estamos tendo um problema de segurança pública. Precisamos encontrar formas de barrar essas ações. O que podíamos fazer enquanto gestores já está sendo feito. Estamos trocando os cabos de cobre por cabos de alumínio, que têm menor valor no mercado clandestino. Porém, precisamos do apoio da polícia, tanto no sentido de inibir os criminosos que roubam os cabos quanto no sentido de penalizar os receptadores”, declarou.

Mais na Web