Polícia

Imepi e PRF fiscalizam veículos de grande porte nas rodovias

Segundo o diretor do Imepi, Maycon Danilo, a fiscalização começou nessa terça-feira (16) e segue até sábado (20).
  • DA REDAÇÃO
18/07/2019 09h54

O Instituto de Metrologia do Piauí (Imepi), em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), realiza um intenso trabalho nas rodovias piauienses para fiscalizar transportes que possuem o cronotacógrafo. O instrumento é de uso obrigatório pelo Código de Trânsito Brasileiro em veículos de carga com peso bruto acima de 4.536 kg e com mais de 10 lugares. 

Segundo o diretor do Imepi, Maycon Danilo, a fiscalização começou nessa terça-feira (16) e segue até sábado (20). “Já passamos pelos municípios de Valença e estamos agora em Campo Maior. Seguimos pelas rodovias até sábado devido ao grande fluxo de veículos no período de férias. Nosso intuito é evitar a circulação de transportes irregulares e, assim, evitar acidentes”, garantiu o gestor. 

Ainda segundo o diretor, esse tipo de blitz é comum e deve ser realizada com frequência devido à importância do cronotacógrafo em veículos de grande porte. “É um tipo de fiscalização que realizamos com frequência e cabe ao Imepi conferir se o instrumento está regular e dentro das exigências”, explicou Maycon. 

Por meio do cronotacógrafo, é possível monitorar o deslocamento do veículo. O disco diagrama, de papel especial é capaz de registrar dados importantes, como as velocidades desenvolvidas, intervalos de tempo parado e em deslocamento e distâncias percorridas. São informações aceitas legalmente como prova em caso de acidentes ou denúncias de má condução do veículo.

A verificação dos cronotacógrafos tem como principal objetivo assegurar que as medições realizadas por esses instrumentos sejam confiáveis, de acordo com os requisitos estabelecidos pelo Inmetro, servindo como importante ferramenta em prol do bom motorista.

Certificado de regularidade

O certificado de regularidade do cronotacógrafo é entregue ao motorista após ensaio em empresas credenciadas. No Piauí, existem três empresas, duas em Teresina e uma na cidade de Picos. 

Essas empresas são organismos de inspeção creditados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). O cronotacógrafo precisa passar por verificação metrológica a cada dois anos, ou sempre que sofrer reparo ou manutenção.

Mais na Web