Coronavírus no Piauí

Indígenas venezuelanos recebem 2ª dose contra a Covid em Teresina

Conforme a Semcaspi, foram aplicadas 72 doses da vacina nos acolhidos para a conclusão do ciclo de imunização.
29/06/2021 18h15

Na última sexta-feira (25), a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), em parceria com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), realizou a aplicação da segunda dose da vacina contra Covid-19 nos indígenas venezuelanos, da etnia Warao, que residem em três abrigos de Teresina.

Conforme a Semcaspi, foram aplicadas 72 doses da vacina nos acolhidos para a conclusão do ciclo de imunização. As 72 doses, que são da vacina AstraZeneca, foram aplicadas em: 30 acolhidos no abrigo CSU do Bairro Buenos Aires; 18 no  abrigo Piratinga do Bairro Poti Velho, e 24 do abrigo Emater.

  • Foto: Ascom/SemcaspiIndígenas venezuelanos recebem vacina contra a Covid-19Indígenas venezuelanos recebem vacina contra a Covid-19

Segundo a gerente da Proteção Social Especial (GPSE), Graceane Neves, os indígenas venezuelanos tiveram uma boa aceitação em tomar a vacina contra a Covid-19.

“Estamos buscando informar e combater as fake news, que eles recebem pelo celular e este trabalho tem sido feito junto com os coordenadores e assistentes sociais, para sensibilizar sobre a importância da imunização. Uma das nossas dificuldades é porque tem alguns acolhidos que não completaram o ciclo de imunização por não estar no abrigo e estão viajando para fora do estado, sem previsão de retornar”, ressaltou.

Para o coordenador do abrigo CSU do Buenos Aires, Santiago Oliveira, a vacinação contra a doença irá promover mais segurança tanto aos venezuelanos, quanto aos funcionários que atuam nos abrigos.

“Essa vacina é de grande importância, tendo em vista, os hábitos dos próprios indígenas. Apesar das orientações e informações que os acolhidos recebem da equipe, eles têm resistência em usar máscaras e fazer a higienização das mãos. A imunização, sem dúvidas, traz um sentimento de segurança nos abrigos”, pontuou.

Mais na Web