Polícia

"Inquérito da morte de Firmino poderá ser prorrogado", diz Barêtta

De acordo com o delegado, o prazo de 30 dias chega ao fim na próxima quarta-feira (05), mas se houver necessidade, o DHPP poderá pedir um adiamento.
30/04/2021 12h00 - atualizado

O coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Francisco Costa, o Barêtta, falou ao Viagora que o prazo para concluir o inquérito que investiga a morte do ex-prefeito Firmino Filho poderá ser prorrogado.

De acordo com o delegado, o prazo de 30 dias chega ao fim na próxima quarta-feira (06), mas se houver necessidade, o DHPP poderá pedir um adiamento.

  • Foto: Luís Marcos/ViagoraDelegado Barêtta, coordenador do DHPP.Delegado Barêtta, coordenador do DHPP.

“Nós ainda estamos no prazo de 30 dias, prazo que vai até dia 06, e a gente vence dia 05 de maio, mas a gente também pode pedir uma prorrogação. Nós estamos fazendo de tudo para concluir no espaço de 30 dia”, destacou.

Firmino Filho foi encontrado morto no dia 06 de abril, em frente ao edifício Manhattan River Center na zona Leste de Teresina,  onde funcionava a sede do Tribunal de Contas da União no Piauí, local em que trabalhava.

Mais na Web