Polícia

Integrante do PCC é preso acusado de matar lutador de MMA em Teresina

De acordo com informações, a morte do lutador tem relação com uma briga entre as facções Bonde dos 40 e PCC.
09/10/2020 11h01 - atualizado

Um homem identificado pelas iniciais F.K. da S, mais conhecido como “Big Big ou Manchinha”, foi preso por volta das 6h desta sexta-feira (9), pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). Ele é acusado de matar o lutador de MMA Isac Nylton Alves da Oliveira, com treze tiros, no dia 8 de setembro, no bairro Dirceu II, zona Sudeste de Teresina.

De acordo com o delegado responsável pela investigação, Jarbas Lima, a morte do lutador tem relação com uma briga entre as facções Bonde dos 40 e Primeiro Comando da Capital (PCC). Juntamente com o acusado foi apreendida uma arma, que será mandada para a perícia para saber se foi a arma do utilizada no crime.

  • Foto: DivulgaçãoLutador de MMA Isac NyltonLutador de MMA Isac Nylton

Segundo informações, o suspeito estava foragido há mais de quatro anos e tinha um mandado de prisão em aberto. Ele foi preso em uma casa na Vila da Guia, na zona sudeste de Teresina.

Na residência de Big Big, foram apreendidos uma pistola calibre .40 municiada com 11 munições, um tablet, duas trouxas de substância análoga a maconha, R$ 69 em dinheiro trocado, uma caixa de balança de precisão e anotações relacionadas a contribuições pecuniárias relacionadas a membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

O acusado do crime foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) após a prisão, onde realiza o exame de corpo de delito para ser encaminhado para o sistema prisional.

Mais na Web