Polícia

Jovem que perdeu bebê em Teresina tem melhora, diz boletim da maternidade

De acordo com o boletim emitido, Conceição de Maria apresenta quadro estável e segue traqueostomizada, procedimento no qual ocorre a abertura da parede anterior da traqueia.
17/11/2021 21h39 - atualizado

Na tarde desta quarta-feira (17), a jovem Conceição de Maria, de 29 anos, que perdeu o bebê após dar entrada em estado grave na Maternidade Dona Evangelina Rosa, apresentou melhora no quadro clínico e já consegue se comunicar com a equipe médica, segundo boletim médico divulgado pelo hospital.

De acordo com o boletim emitido, Conceição de Maria apresenta quadro estável e segue traqueostomizada, procedimento no qual ocorre a abertura da parede anterior da traqueia para obter a comunicação da mesma com o meio externo.

  • Foto: Divulgação/Arquivo PessoalConceição de Maria.Conceição de Maria.

Ainda segundo o hospital, a jovem apresentou melhora no nível de consciência e está passando por processo para retirar a ventilação mecânica. Além disso, ela também já responder a alguns comandos neurológicos.

A Maternidade Dona Evangelina Rosa ressaltou em boletim que a jovem ainda se encontra em estado grave e que necessita de cuidados intensivos.

A jovem estava grávida quando deu entrada em estado grave na Maternidade Dona Evangelina Rosa no dia 31 de outubro após suposta agressão de ex-companheiro, relatada pelo pai de Conceição da Silva. A mulher estava internada em coma na unidades desde o ocorrido.

O coordenador do Grupo de Apoio Operacional (GAO), Joatan Gonçalves, afirmou que o pai da jovem registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia da Mulher e relatou que a jovem sofreu a agressão o que resultou na perda do bebê.

O núcleo de feminicídio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), após determinação da Delegacia Geral de Polícia Civil, assumiu o caso para averiguar se a jovem realmente sofreu as agressões. A investigação deve ser concluída em até 30 dias.

Confira a nota na integra:

A Maternidade dona Evangelina Rosa ( MDER) informa que paciente C.M.S, internada nesta Unidade Hospitalar , conforme boletim médico , da tarde desta terça - feira (16/11), segue estável, traqueostomizada (procedimento cirúrgico onde ocorre a abertura da parede anterior da traqueia, fazendo uma comunicação da mesma com o meio externo). Como melhora no nível de consciêncua, já consegue se comunicar com a equipe multiprofissional que a acompanha . Está em processo de retirada de ventilação mecânica e já responde a alguns comandos (neurológicos). O quadro ainda é grave inspira cuidados intensivos. Apresenta insuficiência renal com necessidade de hemodiálise e alteração hepatobiliar (fígado, rins e vesícula).

Mais na Web