Polícia

Juiz decreta prisão preventiva de acusado de assaltar Caixa em Teresina

No momento da prisão, o acusado tentou resistir e entrou em luta corporal com os policiais ao tentar se desfazer da arma durante a fuga.
15/12/2020 09h00 - atualizado

Foi decretada pela Justiça Federal a prisão preventiva de Iago Silva Pereira, acusado de ser o líder da quadrilha que assaltou uma agência da Caixa, na Avenida Joaquim Nelson, no bairro Dirceu Arcoverde na última sexta-feira (11). Ele foi preso pela Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública na noite dessa segunda-feira (14).

De acordo com os policiais, Iago foi identificado através de imagens de circuito uma TV colhida pela polícia.

  • Foto: Divulgação/SSP-PIIago Silva PereiraIago Silva Pereira

Testemunhas informaram que o grupo continha entre 8 e 10 pessoas encapuzadas e fortemente armadas. Durante o assalto houve troca de tiros entre a polícia e os bandidos, que no momento da fuga tomara o carro de um taxista com uma passageira e sua filha menor.

Ainda não há informações sobre o valor levado pela quadrilha, apenas um saco contendo R$ 1.824 foi deixado para trás durante a fuga.

Iago Silva, que é conhecido da polícia, foi encontrado em sua casa por policiais militares, que deram cumprimento ao flagrante. No momento da prisão, o acusado tentou resistir e entrou em luta corporal com os policiais ao tentar se desfazer da arma durante a fuga.

Junto com o acusado, foram encontradas também duas trouxinhas de uma substância branca dentro de uma meia, que aparentava ser cocaína.

A prisão preventiva de Iago Silva Pereira foi decretada por volta das 19h39 da noite dessa segunda-feira (14), pelo juiz federal plantonista Rodrigo Britto Pereira Lima. Nesta terça-feira (15), às 10 horas da manhã, será realizada a audiência de custódia por meio de videoconferência.

Mais na Web