Geral

Juiz do Trabalho homenageia o corinthias em audiência

Magistrado agradeceu Corinthians pelo título da Libertadores em audiência. Em nota, TRT diz repudiar práticas dos juízes contrárias às funções.
    07/07/2012 08h16

    O juiz substituto Márcio Alexandre da Silva vai ser ouvido pela Corregedoria do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 24ª região, em Campo Grande, sobre a homenagem que fez ao Corinthians em audiência trabalhista na quinta-feira (5). A informação consta em nota oficial da assessoria do órgão, encaminhada ao G1 nesta sexta-feira (6).

    Imagem: ReproduçãoJuiz corinthiano(Imagem:Reprodução)Juiz corinthiano 
    Na ata de audiência, Silva agradece ao técnico do clube e aos jogadores pela conquista da taça Libertadores da América e ainda mandou enviar ofício com cópia do documento ao presidente do clube paulista, Mário Gobbi.

    O TRT afirma que preza pela seriedade e profissionalismo dos magistrados e “repudia a prática de atos dissociados de suas atribuições”, segundo a nota oficial. Diz ainda que o comentário do juiz foi um ato isolado e reflete a opinião pessoal dele.

    De acordo com o tribunal, é de responsabilidade dos juízes escrever a ata de audiência, assim como o que escrevem. Mas faz uma ressalva de que “esporte como arte e instrumento da cidadania merece o respeito de todos os cidadãos, independentemente das preferências pessoais”.

    Momento errado

    O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul (OAB/MS), Leonardo Avelino Duarte, reprovou a conduta do juiz. “Acho que foi uma brincadeira infeliz, é uma falta de respeito com a Justiça. Tenho certeza que se o magistrado imaginasse a repercussão, não teria feito essa maluquice”.

    Entretanto, Duarte não considerou inadequada a postura dos advogados. “Não vejo nenhum erro na conduta deles. Afinal, eles estão ali para defender os clientes.”

    advogada Maria Fernanda Braga de Souza estava na audiência e disse que o juiz apenas digitou a homenagem e perguntou a todos se poderia registrar. As honras ao Corinthians duraram, de acordo com Maria Fernanda, menos de um minuto e não comprometeram os trabalhos.

    “Não tinha visto nada parecido, mas não vejo nada que possa comprometer a credibilidade do juiz e do que ocorreu em audiência. Sou gremista, mas achei bonito da parte dele. No lugar dele, eu faria a mesma coisa”, afirmou.

    Confira a nota na íntegra

    O Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, Desembargador Marcio Vasques Thibau de Almeida, em virtude das notícias veiculadas nesta semana, vem esclarecer que:

    1.A homenagem do Juiz do Trabalho Márcio Alexandre da Silva feita em ata de audiência, no dia 5.7.2012, ao Sport Club Corinthians Paulista, em razão da conquista da Copa Santander Libertadores da América, configura ato isolado e expressa opinião pessoal do magistrado.

    2.O teor e redação da ata de audiência são de exclusiva responsabilidade do magistrado que preside a sessão.

    3.O esporte como arte e instrumento da cidadania merece o respeito de todos os cidadãos, independentemente das preferências pessoais.

    4.O Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, pautado na seriedade e no profissionalismo de seus magistrados, repudia a prática de atos dissociados de suas atribuições.

    5.A Corregedoria do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região ouvirá o juiz, analisará os fatos e tomará as providências cabíveis.

    Mais na Web