Geral

Justiça do Rio nega pedido de prisão domiciliar a Fabrício Queiroz

Queiroz está preso desde quinta-feira (18), no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio.
20/06/2020 10h50 - atualizado

A Justiça do Rio de Janeiro negou o pedido feito pela defesa de Fabrício Queiroz para substituir a prisão preventiva pela domiciliar. A decisão do Tribunal de Justiça do Rio saiu na madrugada deste sábado (20).

A defesa do ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) entrou com o pedido de habeas corpus para o cliente na Justiça do Rio de Janeiro na tarde de ontem.

Queiroz está preso desde quinta-feira (18), no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio. 

O ex-assessor parlamentar foi alvo da Operação Anjo e foi encontrado em Atibaia, no interior de São Paulo, em um imóvel ligado ao advogado do senador, Frederick Wassef.

Com informações dos R7.

Mais na Web