Piauí

Justiça Federal condena ex-prefeito Gervásio Barbosa por improbidade

Pela decisão do juiz Adonias Ribeiro de Carvalho Neto, o ex-prefeito também teve os direitos políticos suspensos por cinco anos, além de pagamento de multa no valor de R$ 40 mil.
  • MARCOS CUNHA
08/07/2017 18h13 - atualizado

A 3ª Vara da Justiça Federal decidiu condenar o ex-prefeito de Boqueirão do Piauí, Gervásio Barbosa, pela prática de improbidade administrativa ocorrida durante sua gestão. A Justiça acolheu pedido do Ministério Público Federal no Piauí (MPF-PI).

De acordo com a ação civil pública, do procurador da República Tranvanvan da Silva Feitosa, o ex-gestor praticou irregularidades no uso de recursos provenientes de um convênio firmado com a FUNASA, no valor de R$ 100.000,00, para a construção de melhorias sanitárias domiciliares.

Além de não ter aplicado corretamente parte dos recursos recebidos, cerca de R$ 80 mil, o ex-gestor também deixou de prestar as devidas contas. Por conta irregularidades, a quantia deve ser ressarcida ao município, sob correção monetária.

Pela decisão do juiz Adonias Ribeiro de Carvalho Neto, o ex-prefeito também teve os direitos políticos suspensos por cinco anos, perda de cargo público, além de pagamento de multa no valor de R$ 40 mil.

Gervásio Barbosa fica proibido de contratar com o Poder Público, inclusive de Boqueirão do Piauí, pelo prazo de cinco anos, qualquer que seja a modalidade contratual.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web