Coronavírus no Piauí

Lacen-PI começa a produzir testes de anticorpos para Covid-19

O exame, feito através de amostras de sangue, detecta a presença de anticorpos IgM e IgG, formando um perfil sorológico para saber se a pessoa testada já esteve em contato com o vírus ou não.
31/08/2020 18h10 - atualizado

O Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí (Lacen-PI) deu início à produção de testes sorológicos de anticorpos para o novo coronavírus por quimioluminescência, metodologia que possui sensibilidade e especificidade maior do que o teste rápido.

O exame, feito através de amostras de sangue, detecta a presença de anticorpos IgM e IgG, formando um perfil sorológico para saber se a pessoa testada já esteve em contato com o vírus ou não.

A implantação da metodologia por quimioluminescência significa ganhos em relação ao tempo de liberação do resultado e também diminuição de custos. Atualmente é o que existe de mais avançado quando se trata de dosagem de anticorpos. O resultado é quantitativo e a dosagem é realizada através de uma máquina chamada Maglumi, que produz 184 testes por hora. O Lacen dispõe de duas máquinas.

Nesse primeiro momento os exames serão realizados com os profissionais de saúde e, posteriormente, disponibilizados para a população em geral.

“Estamos fazendo uma licitação para a compra de mais testes e esse exame vai ser distribuído para a população. Ele é importante pois a metodologia é mais ágil e precisa, portanto auxiliará o estado no acompanhamento do real perfil epidemiológico e sorológico no Piauí”, afirmou a diretora do Lacen, Walterlene Carvalho.

Mais na Web