Política

Lucy Soares diz que terceirizados do HPM estão sem receber há quatro meses

No total, são 15 médicos, 12 enfermeiros e sete fisioterapeutas, todos contratados por uma empresa terceirizada sem receber os salários.
11/03/2021 08h00 - atualizado

Nessa terça-feira (09), a deputada estadual Lucy Soares (Progressistas) retomou sua agenda de fiscalizações nos hospitais de referência ao tratamento da Covid-19 no Piauí.

A deputada iniciou o trabalho no Hospital Dirceu Arcoverde da Polícia Militar (HPM), na zona sul de Teresina, onde Lucy ouviu dos trabalhadores da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) a denúncia de que eles estão há quatro meses sem salário.

  • Foto: Divulgação/AlepiLucy Soares retomou sua agenda de fiscalizações nos hospitaisLucy Soares retomou sua agenda de fiscalizações nos hospitais

No total, são 15 médicos, 12 enfermeiros e sete fisioterapeutas, todos contratados por uma empresa terceirizada, que além de não receberem pagamento desde o mês de dezembro, também afirmam não receber adicional de insalubridade.

“Temos acompanhado que os profissionais de saúde, que estão na linha de frente contra a covid-19, também enfrentam a desvalorização de suas atividades. Durante a vistoria aqui no HPM, descobrimos que 34 profissionais da UTI estão há quatro meses sem salário. Não podemos admitir que os verdadeiros heróis dessa pandemia não recebam o devido reconhecimento. Cobraremos por respostas!”, destacou Lucy Soares.

Mais na Web