Geral

Lula diz a Alves que apoiará Michel Temer para vice em 2014

PMDB teme perder o posto para o PSB, do governador Eduardo Campos
    23/02/2013 22h30

    Após um encontro de quase duas horas com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse que o petista apoia a manutenção do vice-presidente Michel Temer na chapa para a reeleição de Dilma Rousseff em 2014.

    — A relação Dilma-Temer é uma coisa, a meu ver, consolidada, resolvida, e senti claramente isso hoje na posição e nas palavras do presidente Lula.

    De acordo com o presidente da Câmara, é natural que, diante do "êxito" da parceria entre Dilma e Temer, não haja mudanças na chapa que disputará a eleição presidencial.

    — Ele (Lula) foi muito afirmativo de que essa aliança, por seu êxito, deve continuar.

    Alves ressaltou que Lula vê com "bons olhos" a continuidade dessa aliança e que as pesquisas mostram aprovação popular do atual governo.

    O deputado disse que Lula deverá se reunir com Michel Temer nos próximos dias.

    — Ele revelou um imenso apreço, um carinho muito grande pelo vice Temer. Ele deixou muito claro que essa relação PT-PMDB tem tudo para continuar.

    Sobre o espaço que seria dado ao PSB de Eduardo Campos, atual governador de Pernambuco, Alves afirmou que a sigla continuará sendo importante para a aliança.

    — Nós queremos muito o PSB e o governador Eduardo Campos. Eles já participam do governo Dilma.

    Segundo o presidente da Câmara, a questão da cassação dos deputados condenados no julgamento do mensalão pelo STF (Supremo Tribunal Federal) não foi abordada no encontro desta tarde. O peemedebista reafirmou que o tema não colocará a Câmara dos Deputados em oposição à decisão do Supremo em relação à perda de mandato dos parlamentares.

    — Não há a menor possibilidade de confronto entre os Poderes (Legislativo e Judiciário).

    Alves chegou ao Instituto Lula às 14h30 e conversou a sós com o ex-presidente. Aos jornalistas, o deputado disse que veio ao encontro de Lula para agradecer seu esforço durante a eleição para a presidência da Câmara dos Deputados.

    — Sei do trabalho importante dele para que o PT cumprisse o compromisso com o PMDB e que cumpriu fielmente.

    Mais na Web