Polícia

Mãe de vítima diz que vai se sentir aliviada quando Marcos Vitor for preso

O estudante de medicina foi indiciado por estupro contra duas irmãs e prima em Teresina e encontra-se foragido.
21/10/2021 11h15 - atualizado

Em entrevista ao Viagora, a advogada e estudante de medicina, Priscila Karine, mãe de uma das vítimas de abuso sexual, declarou que se sentirá aliviada após a prisão de Marcos Vitor Aguiar Dantas, indiciado pelo crime de estupro contra crianças em Teresina.

A mãe relata que a família se sente chateada devido o suspeito ainda não ter sido preso e que avisou a polícia desde o início sobre o risco de fuga de Marcos Vitor.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraPricilaPriscila Karine 

“A gente está chateado, porque avisamos desde o começo que ele tinha risco de fuga, por causa da condição financeira. Como a gente avisou, a gente já estava esperando que ele fugisse, tão tal que quando a polícia não conseguiu intimar ele, ele não foi intimado, ele não foi encontrado em nenhum momento pela polícia, a gente já começou a postar sobre foragido”, disse.

Priscila ressalta que a família buscou a justiça, mas que expôs o caso na mídia para que o suspeito pagasse o crime antes da pena.

“Avisamos a sociedade porque a publicidade não é pra gente, na verdade eu acho que é até prejudicial pra mim e para minha família. Fomos para a mídia para que ele pagasse uma pena antes de sair a pena dele, então assim, a fuga dele já era esperada”, afirmou.

  • Foto: DivulgaçãoMarcos Vitor Aguiar Dantas Pereira.Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira

Para a mãe, será um alívio quando Marcos Vitor for preso e afirma que ele poderia causar um dano ainda maior na sociedade caso se tornasse médico.

“Eu vou me sentir aliviada porque a gente conseguiu fazer o que a gente queria, que era tirar ele da sociedade, os danos que ele faz as nossas filhas ficará pra sempre. Ele não ia parar, ia atacar outras crianças inocentes que não merecem passar pelo o que nossas filhas passaram. Vou ser médica e sei o dano que ele iria causar sendo médico, seria quase um maníaco”, ressaltou.

A advogada acredita na possibilidade de Marcos ainda estar no Brasil e que se conseguiu alguma passagem, não foi para o exterior. Priscila reafirma que seu desejo é que o suspeito seja preso e pague pelos crimes cometidos.

“Eu acho que ele ainda está no país. Apesar de ter condições financeiras, ele não está sendo bancado pelo pai que dava dinheiro pra ele. Se conseguiu alguma passagem, ele não conseguiu para o exterior, mas ele vai tentar ir para o exterior, para um país que não tenha extradição. Eu queria que ele fosse preso, que ele pagasse”, declarou.

Mandado de prisão

O estudante de medicina Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira teve a prisão preventiva decretada pelo juiz da Central de Inquéritos de Teresina, Valdemar  Lima no dia 7 de outubro.

A polícia pede que quem tiver alguma informação sobre a localização do estudante pode entrar em contato pelo telefone fixo (86) 3216-5225.

Mais na Web