Polícia

Mais de 60 celulares são apreendidos no presídio Casa de Custódia

Os agentes penitenciários apreenderam diversos chips, drogas e até mesmo uma barra de ferro em posse dos detentos.
11/11/2019 08h20 - atualizado

Na sexta-feira (8), a Secretaria de Justiça (Sejus) realizou a “Operação Quiescis”, do latim significa “sossego”, em três pavilhões da penitenciária José Ribamar Leite, em Teresina. O objetivo era apreender objetos e materiais proibidos em celas.

De acordo com a Sejus, além de agentes penitenciários participaram também da operação policiais militares do batalhão de choque. Na vistoria foram apreendidos 66 aparelhos celulares, diversos chips, pilhas, baterias, drogas e até mesmo uma barra de ferro foi apreendida em posse dos detentos.

  • Foto: Divulgação/Polícia MilitarChips encontrados embrulhados em um papel.Chips encontrados embrulhados em um papel.

Além das apreensões, 36 presos foram transferidos da unidade. Conforme o diretor de inteligência da Secretaria de Justiça, Charles Pessoa, a operação serviu para a estabilidade da ordem no local.

“Conseguimos interceptar muitos celulares e outros materiais que são usados para a comunicação dos presos com as ruas. Sem dúvidas, foi uma operação satisfatória em prol do sistema prisional do Piauí”, afirma.

Mais na Web