Política

“Membros do PL devem se afastar com chegada do Bolsonaro”, diz Magalhães

O deputado destaca que tem ouvido nos bastidores do partido que alguns membros do partido poderão sair da sigla com a filiação do presidente.
19/11/2021 10h53 - atualizado

Na manhã desta quinta-feira (18), o deputado Cícero Magalhães (PT) falou sobre a filiação do presidente da república Jair Bolsonaro ao PL, sigla que faz parte da base governista de Wellington Dias.

O parlamentar afirmou que tem ouvido nos bastidores do partido que alguns membros poderão sair da sigla se a filiação de Bolsonaro se concretizar.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraDeputado Cicero MagalhaesDeputado Cicero Magalhaes

“O PL eu não sei até mesmo porque quem trata disso é o governador Wellington Dias e o nosso pré-candidato Rafael Fonteles e nosso presidente do partido companheiro Lima, mas o que a gente tem ouvido é que membros do PL devem se afastar com a chegada do Bolsonaro, é lógico que só eles têm autonomia e autoridade para falar sobre isso, mas eu acredito que eles não são crianças. Bolsonaro na sigla, ele com certeza vai querer cobrar a lealdade ao partido PL”, explica o deputado.

Ao ser questionado sobre a migração de membros do partido para outras siglas o deputado afirmou que muitos correligionários relataram ter dificuldade em permanecer no partido com um membro que apresenta ideias opostas.

"Alguns políticos me disseram que tem dificuldade de permanecer no partido PL, porque na época da campanha pode ser diferente, ele vai ter que botar o Bolsonaro do lado dele, talvez se fizer isso e vai ser assim porque é a lei eleitoral, muitos talvez não fiquem no partido”, afirma o petista.

Cícero Magalhães também declarou que a oposição auxília o governo quando faz críticas pertinentes e falou ainda sobre as farpas trocadas entre os membros da oposição.

“Sempre tenho dito na minha vida pública que a oposição quando faz crítica pertinente ajuda até o governo, com relação a esses afagos da oposição contra oposição a gente não tem o que dizer, pois eles é que estão fazendo algum debate, mas eu não posso nem falar porque meu partido sempre fez seus debates acalorados e muitos diziam que era briga, mas na verdade era discussão, são pontos de vistas diferentes”, finaliza Cícero Magalhães.

Mais na Web