Polícia

Menina de 12 anos grávida é resgatada após agressão em Teresina

A menina foi resgatada da residência onde morava por uma equipe do conselho tutelar, após uma denúncia de que ela estaria grávida e sofrendo agressões de um homem de 25 anos.
27/08/2020 12h30 - atualizado

Na tarde dessa terça-feira, 26 de agosto, o Conselho Tutelar resgatou uma criança de 12 anos que está grávida de 7 meses e que sofria agressões de um homem de 25 anos em uma residência na zona Leste de Teresina.

De acordo com informações divulgadas pelo conselheiro Ivan Cabral, a menina foi encontrada após denúncias de que ela estaria sofrendo agressões físicas por parte do companheiro. A vítima morava com o homem nos fundos da residência da sua família e confirmou ao Conselho Tutelar a gestação e as agressões físicas.

A equipe retirou a menina da residência e a acompanhou até a Central de Flagrantes de Teresina, onde foi lavrado um Boletim de Ocorrência e realizado um exame que comprovou a sua gestação.

O conselheiro afirmou que foi comprovado o estupro de vulnerável, porque a jovem possui apenas 12 anos e a lei abrange menores de até 14 anos, e que a equipe decidiu retirar a menina do convívio familiar por entender que o homem poderia continuar a cometer os delitos contra ela.

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) ficará responsável pela investigação do caso.

Ivan Cabral denunciou que os órgãos de saúde foram omissos ao não relatarem o caso para o Conselho Tutelar, já que a criança iniciou o pré-natal na Unidade Básica de Saúde (UBS) da sua região e que teria sido encaminhada para a Maternidade Dona Evangelina Rosa pelo fato da gravidez ser de alto risco.

O conselheiro afirmou que, mesmo já no sétimo mês de gestação, nenhuma das unidades de saúde teria denunciado o caso ao Conselho Tutelar, para que fossem tomadas as medidas legais cabíveis.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web