Coronavírus no Piauí

Menos de 100 leitos de UTI Covid estão ocupados no Piauí, diz Sesapi

Segundo a Sesapi, 26,1% de leitos clínicos, 35,9% de leitos de UTI e 29,7% de leitos de estabilização estão ocupados.
18/08/2021 13h54 - atualizado

Nessa terça-feira (17), o boletim epidemiológico de ocupação de leitos Covid-19, da Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi), registrou uma das menores taxa de ocupação de leitos de UTI no Piauí, desde o início do pico da pandemia.

De acordo com o boletim, 26,1% de leitos clínicos (144 pacientes), 35,9% de leitos de UTI e 29,7% de leitos de estabilização (19 internados) estão ocupados com pacientes acometidos pelo coronavírus.

O superintendente de Gestão da Rede de Média e Alta Complexidade da Sesapi, Alderico Tavares explica que os números são reflexos das medidas de restrições.

“Esses números são reflexos de todas as medidas de restrições, que estão fazendo efeitos ao longo desse período de pandemia e ao avanço da vacinação em nosso estado e que leva a queda de todos esses indicadores”, destacou.

Segundo a Sesapi, as unidades de saúde com menor taxa de ocupação de leitos com respiradores, no interior do estado são: o Hospital Deolindo Couto (10%), em Oeiras – com apenas um leito ocupado, dos dez instalados; Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (16%), em Parnaíba – onde quatro dos seus 25 leitos de UTI estão com pacientes e o Hospital Regional Senador Candido Ferraz (20%), em São Raimundo Nonato, que dos dez leitos existentes na unidade, dois recebem pacientes com a Covid-19.

Ainda segundo a Sesapi, em relação aos números dos hospitais de Teresina, o Hospital Getúlio Vargas encontra-se com 17,9% de ocupação de leitos de UTI – das 28 unidades instaladas, cinco recebem pacientes no momento. Em seguida, está a Maternidade Dona Evangelina Rosa com 25% – são três UTIs ocupadas, das 17 existentes e o Hospital Universitário Universidade Federal do Piauí (HU) com 30%; dos seus 20 leitos, seis estão com pacientes.

O secretário de Saúde, Florentino Neto alerta para que a população continue com os cuidados e medidas higiênicosanitárias.

“Devemos lembrar a população que mesmo com a queda nesses índices a pandemia ainda não acabou e precisamos ficar em alerta e continuar com as medidas higiênicosanitárias como uso de máscara, evitar aglomerações e procurar as unidades de saúde no dia estabelecido para a sua vacinação”, disse.

Conforme os dados do boletim, os hospitais com a maior taxa de ocupação de leitos de UTI são: Hospital Regional Tibério Nunes (85%), em Floriano, Hospital Regional Justino Luz (62,5%), em Picos e Hospital de Doenças Tropicais Natan Portella (40%), em Teresina.

Os dados da Sesapi apontam ainda, que a taxa de positividade da doença, em junho era de 40% e no mês de agosto está em 16%.

O superintendente Alderico Tavares ressalta que os números são bons, mas que o COE já está em alerta devido a variante Delta que circula no país.

“Isso quer dizer que a cada cem exames realizados pelo Lacen, 16 pessoas estão positivas para a Covid-19. Isso é muito bom. Porém, o COE já está em alerta para a variante Delta que circula pelo país e mantendo todas as medidas de vigilância em atenção, pois infelizmente a pandemia ainda não acabou”, afirmou.

Mais na Web