Política

Mesmo com Bolsonaro PL seguirá com Wellington, diz Carlos Augusto

Segundo o deputado, os diretórios estaduais terão autonomia para seguir os projetos de suas bases, caso o presidente se filie à sigla.
27/10/2021 15h30 - atualizado

Na manhã desta quarta-feira (27), o deputado estadual Carlos Augusto declarou que, caso o presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido) se filie ao PL, a nível estadual a sigla permanecerá na base do governo Wellington Dias.

Ao Viagora o parlamentar disse que o assunto foi discutido dentro do diretório nacional e que até o momento isso não foi comunicado oficialmente ao PL estadual.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraDeputado Carlos AugustoDeputado Carlos Augusto

“Isso tem se discutido a nível nacional, mas não foi comunicado oficialmente ao diretório estadual. Eu acho que é apenas um convite do nosso presidente nacional, Valdemar Costa Neto, como tem convite de outros partidos para o presidente e eu acho isso natural já que o PL em Brasília, grande parte da bancada federal acompanha”, disse.

Segundo o deputado, em uma conversa com o presidente nacional do PL, Valdemar Costa, há uns 60 dias, já se falava da possibilidade de Bolsonaro entrar para o partido, mas que, caso isso se concretize, os diretórios estaduais terão autonomia para seguir os projetos de suas bases.

“A conversa que tivemos com o presidente nacional e que eu estive presente, há uns 60 dias atrás, tratando inclusive sobre essa possibilidade, ele disse que a possibilidade era pequena, mas se isso viesse a acontecer, os diretórios estaduais teriam total autonomia para seguir os projetos a nível estadual”, explicou.

Carlos Augusto afirmou que o diretório estadual do PL continuará na base de Wellington Dias, mesmo que o presidente Jair Bolsonaro se filie à sigla.

“Então no PL estadual hoje, nós temos uma certeza que é a de que marcharemos dentro do projeto que já fazemos parte, que é o projeto do governador Wellington Dias. Já tratamos disso em reunião, de que caso ocorra, mesmo com Bolsonaro no PL, o partido do estado do Piauí não seguirá a direção do PL nacional. Continuaremos com Wellington”, afirmou.

Mais na Web