Piauí

Ministério Público abre inquérito para investigar Lúcia Moura

O procedimento foi instaurado pelo promotor Vando da Silva Marques em face da prefeita de Colônia do Piauí.
21/10/2019 06h10 - atualizado

O Ministério Público do Piauí, através do promotor Vando da Silva Marques instaurou inquérito civil em face da prefeitura de Colônia do Piauí, administrada pela prefeita Lúcia Moura para apurar suposto acúmulo ilegal dos cargos no munícipio.

De acordo com a portaria, n.º 85/2019, publicada no Diário Oficial, o MPPI considerou investigar a possibilidade de acumulo dos cargos de Controladora Interna do município de Colônia do Piauí e de Professora efetiva da rede estadual de ensino por parte da servidora Marisane dos Santos Borges da Silva, no município de Colônia do Piauí.

  • Foto: AscomPrefeita de Colônia do Piauí, Lucia MouraPrefeita de Colônia do Piauí, Lucia Moura

Ainda segundo o órgão ministerial, o inquérito civil é para coleta de informações, documentos, depoimentos, perícias, dentre outras provas, ressaltando que a posteriori será analisada a necessidade de celebração de termo de ajustamento de conduta, ajuizamento de Ação Civil Pública ou possível arquivamento.

Requisita-se à Prefeitura Municipal de Colônia do Piauí, no prazo de 10 (dez) dias úteis, na pessoa da representante legal, Lúcia Maria de Fátima Barroso Moura de Abreu Sá, informações acerca da acumulação de cargos públicos de Controladora Interna do município de Colônia do Piauí e de Professora efetiva da rede estadual de ensino por parte”, determinou o representante do Ministério Público do Piauí.

Outro lado

Viagora procurou a gestora para falar sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria a prefeita não foi localizada.

Mais na Web