Piauí

Ministério Público discute retorno de aulas presenciais em Nazária

Segundo o MPPI, Nazária já está com o calendário do segundo semestre elaborado e as medidas sanitárias de prevenção contra a Covid-19 já foram providenciadas.
19/08/2021 16h15 - atualizado

O Ministério Público do Piauí (MPPI) através da 38ª Promotoria de Justiça de Teresina, especializada na defesa da educação, realizou audiência virtual na manhã desta quinta-feira (19), com representantes da educação e do município de Nazária para discutir o retorno das aulas presenciais na rede pública de ensino.

A reunião contou com as participações da promotora de Justiça titular da 38ª PJ, Maria Ester Ferraz; dos assessores de Promotoria, Vinicius Morais Sousa; do assessor jurídico Luan Lima; da secretária municipal de educação de Nazária, Creane de Sousa; e do procurador-geral do município, Flayne Vale.

  • Foto: Divulgação/MPPIAudiência virtual do Ministério Público do Piauí.Audiência virtual do Ministério Público do Piauí.

Segundo o MPPI, na audiência os representantes do município informaram que o calendário para o segundo semestre já foi elaborado e que as medidas sanitárias de prevenção contra o coronavírus já foram providenciadas, como a aquisição de insumos de segurança e o início de reformas.

De acordo com o MPPI, a secretária de educação e o procurador-geral de Nazária também destacaram que os trabalhadores da educação receberam a primeira dose da vacina, e que o esquema vacinal tem previsão de conclusão para o final de setembro. E a partir disso, o município expedirá recomendação aos profissionais sobre o retorno imediato das aulas.

Ainda segundo o orgão ministerial, ficou definido na audiência que o município de Nazária deve continuar adotando medidas sanitárias para o retorno seguro às aulas presenciais, de modo que todas as pendências estejam solucionadas após a conclusão do esquema vacinal dos trabalhadores.

Conforme o Ministério Público, a 38ª Promotoria de Justiça de Teresina irá realizar visita ao município para garantir que as medidas de segurança sejam tomadas nas instituições de ensino.

Mais na Web