Piauí

Ministério Público do Piauí faz inspeções em delegacias de Teresina

Conforme o MPPI, as visitas iniciais foram realizadas na Delegacia do Meio Ambiente, no Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), na Delegacia dos Crimes contra a ordem Tributária (DECCORT).
06/11/2021 07h15 - atualizado

Na quinta-feira (04), o Ministério Público do Estado do Piauí, através do Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (GACEP), iniciou as visitas técnicas deste ano de 2021 às unidade de Polícia Civil localizadas em Teresina.

Conforme o MPPI, as visitas iniciais foram realizadas na Delegacia do Meio Ambiente, no Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), na Delegacia dos Crimes contra a ordem Tributária (DECCORTERC), além do 8˚ e 24˚ Distritos Policiais de Teresina.

  • Foto: Divulgação/MPPI24º Distrito de Polícia24º Distrito de Polícia

Ainda segundo a MPPI, as inspeções tem o objetivo de acompanhar e fiscalizar as condições físicas e da organização de trabalho das unidades da Polícia Civil do Piauí. Deverão ser analisados as condições de uso e do estado da conservação das viaturas utilizadas, além das estatísticas referentes aos registros de ocorrências e á tramitação dos procedimentos policiais.

A promotora de Justiça Fabrícia Barbosa de Oliveira, esteve durante visita a Delegacia do Meio Ambiente e no GRECO e detectou problemas graves nas estruturas da unidade da Polícia Civil. Ela pontou que as paredes apresentavam infiltrações, a instalação elétrica estava desgastada, forro, teto e móveis estão danificados e a ausência de extintores e sistemas de segurança de incêndio.

Ainda segundo a promotora, no GREGO os problemas encontrados foram viaturas sem placas e ausência de certificado do Corpo de Bombeiros.

O delegado João José Pereira Filho, realizou visita a Delegacia dos Crimes contra a ordem Tributária, onde ele pontuou que o prémio estava em boas condições desde a última vistoria realizada na unidade. As melhorias pontuadas foram adotadas após orientação do MPPI, como a manutenção dos elevadores, corrigidos problemas de infiltrações na parede e o uso dos sistemas de segurança de incêndio. Além da reforma na área administrativa e de adesão de novos equipamentos.

O 8° Distrito de Polícia localizada no bairro Dirceu foi inspecionado junto a supervisão da promotora e integrante do Gacep Lenara Batista Carvalho Porto que encontrou diversos problemas na unidade. Ela informou que existe: deficiência na iluminação, falta de limpeza em todo o prédio, climatização sem funcionamento, estrutura do prédio danificada, sala sem utilidade e sendo depósito para entulho, banheiros insalubres e necessitando de itens básicos para acessibilidade. Foi identificado que duas viaturas foram utilizadas em operações estavam sem placas.

A inspeção no 24º Distrito de Polícia localizado no bairro Renascença, contou com a presença da mesma promotora que já identificou melhorias desde a última visita. Ela afirmou que o prédio passou por obra que resultou em mais acessibilidade na entradas, além de climatizadores em bom estado de funcionamento, , banheiros mais higienizados e pintura em bom estado. A promotora também identificou o recebimento de suprimentos para combustíveis das duas viaturas, na qual uma delas está sem documento.

Segundo o MPPI, outras 42 inspeções serão neste mês de novembro nas unidades da Polícia Civil em Teresina, os Institutos de perícia também serão visitados.

Após a realização das inspeções e constatação dos problemas as unidades deverão adotar novas providências visando melhorias a partir da regularização e adequação dos procedimentos que são realizados na atividade policial.

Por fim, o MPPI informou que as autoridades estaduais responsáveis pela segurança pública deverão adotar as medidas para corrigir os problemas pontuados

Mais na Web