Piauí

Ministério Público expede recomendação à Prefeitura de Teresina

De acordo com o MPPI, a notificação tem como objetivo impedir que pessoas sejam transportadas em pé dentro dos coletivos e para que as empresas aumentem a frota de ônibus.
10/10/2020 07h09 - atualizado

O Ministério Público do Piauí (MPPI), por meio da 32° Promotoria de Justiça, expediu uma notificação recomendatória ao prefeito de Teresina, Firmino Filho, e ao superintendente municipal de transportes e trânsito (Strans), Weldon Bandeira, para que sejam tomadas providências em relação ao transporte público da capital em relação aos cuidados com a Covid-19.

De acordo com o MPPI, a notificação tem como objetivo impedir que pessoas sejam transportadas em pé dentro dos coletivos e para que as empresas aumentem a frota de ônibus em circulação em Teresina para diminuir as chances de contaminação pelo novo coronavírus.

 Conforme o MP, é recomendado que a Prefeitura de Teresina e a Strans elaborem e presentem um plano de retorno gradual e efetivo do serviço de transporte público de 100% da frota e itinerários. O plano de retorno deve ser executado de forma gradual, em aliado ao retorno das demais atividades econômicas, visto que a maior parte dos trabalhadores utiliza o transporte coletivo público.

A autoridade sanitária municipal deve ser ouvida, para que, em articulação com o Sistema Único de Saúde, fixe as medidas sanitárias necessárias ao controle da pandemia.

Mais na Web