Piauí

Ministério Público inspeciona Hospital Tibério Nunes em Floriano

Durante a inspeção, foram verificadas as quantidades de fármacos, insumos, o fornecimento de alimentação aos pacientes, a realização de exames, entre outros aspectos.
26/09/2021 07h17 - atualizado

A Primeira Promotoria de Justiça de Floriano, em parceria com o Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde (CAODS) realizou nessa sexta-feira (24), uma inspeção híbrida no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano.

Segundo o órgão ministerial, durante a inspeção, foram verificadas as quantidades de fármacos, insumos, o fornecimento de alimentação aos pacientes, a realização de exames, entre outros aspectos. Na unidade de saúde foram inspecionados os setores de farmácia, de Almoxarifado e nutrição.

Segundo o Ministério Público, a intenção é garantir que o hospital tenha o quantitativo suficiente e evitar a falta.

Conforme o MPPI, o hospital Tibério Nunes faz uso de um sistema eletrônico para controle de estoque. Foi verificado que, em média, a quantidade de medicamentos é suficiente para atender à demanda de cinco a sete dias. Segundo informações da direção, as compras são efetuadas diretamente pela Sesapi.

De acordo com o MPPI, sobre a realização de exames, alguns profissionais de saúde relataram dificuldades para realizar alguns procedimentos como endoscopia, ressonância e hemoculturas. A administração deverá enviar ao Ministério Público uma lista com a quantidade de procedimentos solicitados e que não foram realizados.

Em relação aos insumos, a unidade de saúde faz um controle também por sistema eletrônico próprio. No setor de nutrição, as profissionais responsáveis informaram que o fornecimento de alimentos está ocorrendo de forma regular.

Os representantes dos conselhos profissionais e dos órgãos presentes à audiência vão elaborar relatórios técnicos, que vão embasar a atuação do Ministério Público Estadual em prol de melhorias na unidade.

Mais na Web