Piauí

Movimento no Mercado do Peixe em Teresina aumenta com Quaresma

O administrador do Mercado, Francisco de Macedo, conta que os permissionários estão adotando todas as medidas de prevenção a Covid-19.
  • LAÍS VITÓRIA
01/03/2021 11h16 - atualizado

Vendas na Quaresma

Com o período da Quaresma, que teve início na quarta-feira de Cinzas, no dia 17 de fevereiro, o consumo de pescados aumenta e o Mercado do Peixe, localizado no bairro São João, zona Leste de Teresina, tem registrado um equilíbrio nas vendas mesmo nesse período de pandemia, devido a Covid-19.

De acordo com permissionários do Mercado do Peixe, a venda nesse período de quaresma está bem tranquila em relação ao ano passado.

Segundo Antônia Edileuza Carvalho, que trabalha há mais de 20 anos no mercado, apesar do aumento no valor do peixe, que é característico nesse período do ano, os fornecedores estão tentando facilitar a compra dos clientes.

"Sobre preço ainda não ouve um aumento, o preço permaneceu, o preço que já vinha. Teve antes da Quaresma, mas agora na quaresma não teve”, ressaltou.

De acordo com o administrador do Mercado, Francisco de Macedo, os permissionários estão obedecendo todos os cuidados e adotando todas as medidas de prevenção necessárias para evitar o contágio pelo Coronavírus: “Estamos cumprindo todos os protocolos, colocando álcool em gel na entrada do mercado e graças a Deus deu tudo certo”, afirmou.

Conforme os vendedores, o peixe mais procurado pelos consumidores é a tilapia, que segundo eles, segue com um preço acessível. “O peixe mais procurado é a tilapia e pescada como já é tradição. Eu acredito muito que o povo tá vendo muito a questão de preço, tá procurando sempre com o preço mais em conta", contou Edileuza.

Nesse período, é comum que a procura por peixes aumente, e consequentemente, o preço também. Mas segundo o consumidor Clemilton de Paiva, consumidor assíduo do mercado, conta que o valor dos peixes este ano está com o preço acessível. "Eu sempre venho aqui noercado do peixe, eu achei que até agora se manteve com o preço igual. Aqui é um lugar bem limpo da gente estar, tem bastante variedade de peixe e com um precinho acessível" disse.

Uma das alternativas adotadas pelos vendedores, foi a venda em cartão de crédito, o que segundo os consumidores tem facilitado bastante na hora da compra. Clemilton, conta que mesmo com os preços baixos, e com a facilidade de compra pelos cartões, é sempre bom fazer uma pesquisa nas bancas.

"Agora eles abriram a sessão de cartões, que aceitam vários cartões, facilitou muito pra gente agora. Mas é sempre bom fazer uma pesquisa, às vezes dá um diferença de 2,00, 2,50, que já pesa no bolso. Às vezes eu levo 50,00, 60,00 de peixe", contou finalizou.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web