Piauí

MP apura suspensão das cirurgias de transplantes no HGV

O promotor Eny Marcos Vieira instaurou procedimento preparatório em face da secretaria de Saúde do Estado e da direção do hospital.
25/07/2019 15h00 - atualizado

O Ministério Público do Piauí, através do promotor Eny Marcos Vieira Ponte instaurou procedimento preparatório em face do secretário de Saúde Florentino Neto para apurar a suspensão das cirurgias de transplantes de órgãos no âmbito do Hospital Getúlio Vargas.

De acordo com a portaria, N° 105/2019 publicada no Diário Oficial, O MPPI, considerou que o Hospital Getúlio Vargas é um dos maiores nosocômios do Estado do Piauí, sendo referência no atendimento de alta complexidade em diversas especialidades médicas.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Hospital Getúlio Vargas (HGV).Hospital Getúlio Vargas (HGV).

O MPPI considerou também o Termo de Declaração ofertado a esta Promotoria de Justiça em que paciente do HGV relata que o transplante de rins que ela necessita não foi realizado em decorrência de suspensão dos serviços do Hospital.

“Oficie-se a Direção do Hospital Getúlio Vargas e a Secretaria Estadual de Saúde para que prestem informações sobre os motivos que levaram à suspensão do serviço de transplantes, bem como previsão de regularização. Cumpra-se”, determinou o representante do Ministério Público do Piauí.

Outro lado 

O Viagoraprocurou a direção do Hospital Getúlio Vargas para falar sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria não obtivemos resposta.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web