Piauí

MP faz inspeção e constata problemas no Hospital Lineu Araújo

O promotor de Justiça Eny Marcos Vieira Pontes diz que o hospital atendeu algumas solicitações que haviam sido feitas, mas que alguns problemas ainda permaneciam.
VITOR FERNANDES
DE TERESINA
12/07/2018 17h51 - atualizado

O promotor de Justiça Eny Marcos Vieira Pontes, titular da 29ª Promotoria de Justiça de Teresina, esteve, na última terça-feira (10), no hospital Lineu Araújo para inspecionar a unidade de saúde. Acompanhando do vice-presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM-PI), Dagolberto Barros da Silveira, o membro do Ministério Público do Piauí (MP-PI) visitou a unidade de esterilização de materiais e roupas do hospital. 

  • Foto: Divulgação/ Ministério Público do PiauíMP-PI e CRM-PI realizam inspeção no hospital municipal Lineu Araújo.MP-PI e CRM-PI realizam inspeção no hospital municipal Lineu Araújo.

Na oportunidade, o promotor de Justiça constatou que recomendações feitas pela 29ª Promotoria de Justiça foram atendidas, melhorando os serviços prestados pela unidade de saúde da capital piauiense. Apesar do avanço, foi observado que o hospital tem enfrentando dificuldades para entregar os resultados de biópsias e exames ginecológicos.

A biópsia consiste na retirada de uma pequena parte de tecido vivo para avaliar a presença e a gravidade de doenças como o câncer. 

O Lineu Araújo envia as amostras para o Hospital Universitário (HU), onde são feitos os exames. De acordo com relatos de gestores do Lineu Araújo, existem materiais ginecológicos de janeiro deste ano que ainda não foram analisados.

Outra problemática consiste no atraso do envio desse material para o HU, procedimento que só pode ser feito mediante autorização em sistema eletrônico. Também foi constatado atraso no recebimento dos resultados dos exames.

Mais na Web