Piauí

MP investiga contrato da prefeita Genir Ferreira após matéria do Viagora

O promotor Roberto Monteiro Carvalho instaurou uma Notícia de Fato para investigar um contrato firmado pela prefeita Genir Ferreira por dispensa de licitação no valor de R$ 230 mil.
19/04/2021 06h17 - atualizado

Após matéria publicada pelo Viagora na última terça-feira, 13 de abril, o Ministério Público do Estado do Piauí, por meio do promotor de Justiça Roberto Monteiro Carvalho, instaurou uma Notícia de Fato para investigar um contrato firmado pela prefeita de Boqueirão do Piauí, Genir Ferreira, com a empresa Mariana R de M Paulo, no valor de R$ 230.896,56 (duzentos e trinta mil, oitocentos e noventa e seis reais e cinquenta e seis centavos).

Conforme o extrato publicado no Diário Oficial dos Municípios, o contrato foi firmado no dia 5 de abril, por meio do processo de dispensa de licitação nº 012/2021, e tem como objeto a contratação de empresa para prestação de serviços de sanitização de áreas internas e externas de prédios públicos para o combate à Covid-19 no município de Boqueirão do Piauí. O contrato tem vigência desde a data de assinatura até 4 de abril de 2022.

  • Foto: Divulgação/InstagramGenir Ferreira (PT), prefeita de Boqueirão do Piauí.Genir Ferreira (PT), prefeita de Boqueirão do Piauí.

De acordo com o promotor Roberto Monteiro Carvalho, foi instaurada uma Notícia de Fato para apurar possíveis irregularidades no contrato, tendo o representante do MPPI solicitado à gestão municipal a cópia de todo o procedimento licitatório.

“Mesmo havendo dispensa [de licitação], deve ser realizado um procedimento administrativo”, afirmou o promotor.

Mais na Web