Piauí

MP pede anulação de decisão do juiz que mandou soltar filho em Floriano

O promotor Danilo Ramos interpôs recurso junto ao Tribunal de Justiça do Piauí contra a decisão do juiz Noé Pacheco, que mandou soltar o filho preso por dirigir embriagado.
02/04/2021 16h09 - atualizado

Nessa quinta-feira, 1º de abril, o Ministério Público do Estado do Piauí, por meio da 4ª Promotoria de Justiça de Floriano, interpôs um recurso junto ao Tribunal de Justiça contra a decisão proferida pelo juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Floriano, Noé Pacheco de Carvalho. O recurso foi interposto pelo promotor de Justiça Danilo Carlos Ramos Henriques.

A decisão concedeu liberdade provisória, e sem fiança, ao filho do magistrado. Ele é suspeito de provocar um acidente de trânsito no último domingo (28), causando lesão corporal contra uma pessoa, além da condução de veículo sob a influência de álcool.

O Ministério Público ainda ajuizou Ação Cautelar Inominada perante o Tribunal de Justiça do Piauí, com pedido liminar, a fim de suspender os efeitos da decisão.

Mais na Web