Piauí

MP realiza inspeção em UBS do município do Novo Santo Antônio

Durante a inspeção da unidade, que é a única UBS de Novo Santo Antônio, foram observados a escala das equipes e problemas de estrutura do local.
04/12/2020 15h31 - atualizado

O Ministério Público do Piauí (MPPI), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Alto Longá, que tem como titular a promotora de Justiça Denise Aguiar, realizou nessa quarta-feira (02) uma inspeção de forma virtual na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Novo Santo Antônio.

De acordo com o MPPI, foi observado questões estruturais na escala da equipe de profissionais, destacando a instabilidade como carga horária excessiva, além dos problemas de estrutura no local. A unidade é a única UBS da cidade.

  • Foto: Divulgação/MPPIMinistério Público realiza inspeção virtual em UBS de Novo Santo AntônioMinistério Público realiza inspeção virtual em UBS de Novo Santo Antônio

A reunião foi acompanhada pela coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde (CAODS), Cláudia Seabra, e por servidores do MPPI. Participaram, também representantes do Conselho Regional de Enfermagem (COREN), Conselho Regional de Medicina (CRM), Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO), Gerência de Atenção Básica do Estado e servidores da UBS (coordenadora da Atenção Básica e a enfermeira).

“Precisamos nos profissionalizar cada vez mais no que diz respeito à gestão da Saúde e atendimento à população. Sendo esta a única UBS de Novo Santo Antônio de referência pra Covid , é imprescindível buscarmos melhorias o quanto antes e é o que queremos hoje com essa inspeção, que gestores cumpram o papel de cuidar”, pontua coordenadora do CAODS.

  • Foto: Divulgação/MPPIInspeção na UBS de Novo Santo AntônioInspeção na UBS de Novo Santo Antônio

Segundo o Ministério Público, a 1ª Promotoria de Alto Longá pede que o secretário municipal de Saúde de Novo Santo Antônio encaminhe a relação dos vínculos e carga horária de todos os profissionais de saúde que atendem na UBS. Deve ser enviada uma relação dos profissionais por categoria indicando lotação, carga horária, vínculo e setor que atua dentro da unidade.

O MP pede ainda que seja apresentado o certificado de desratização e dedetização bem como o certificado de limpeza dos reservatórios de água presentes nas dependências da UBS.

Segundo o órgão ministerial, o secretário municipal de saúde deve encaminhar um posicionamento sobre a irregularidade encontrada na contratação de médicos e fisioterapeutas quanto aos horários de trabalho.

Mais na Web