Piauí

Mulher dá a luz em casa e pai pede ajuda da GCM em Teresina

Na tarde dessa sexta-feira (21), uma mulher fez o próprio parto dentro de uma residência no bairro Ininga, e o pai da criança pediu ajuda da Guarda Municipal para levar a mulher ao hospital.
22/05/2021 16h40 - atualizado

Na tarde dessa sexta-feira, 21 de maio, uma mulher que não teve a identidade revelada fez o próprio parto dentro de uma residência no bairro Ininga, zona Leste de Teresina. O pai da criança parou uma equipe da Guarda Civil Municipal (GCM) e pediu ajuda para levar a mulher ao hospital.

Ao chegar ao local, agentes da Guarda Municipal encontraram a mãe com o bebê no colo e os dois ainda interligados pelo cordão umbilical.

“Uma equipe na região da Santa Maria da Codipi foi parada por um homem de moto que pediu ajuda para enviarmos uma viatura, que estivesse mais perto, porque a mulher dele estava parindo em casa sozinha e ele não chegaria a tempo. Ele estava muito nervoso. O celular caiu e quebrou e ele disse que viu na gente uma esperança de que pudéssemos ajudá-los”, conta Louyse Frasão, uma das agentes que participou da ocorrência.

  • Foto: Divulgação/Guarda Civil MunicipalMulher dá a luz sozinha dentro de casa em Teresina e pai pede ajuda da Guarda Municipal.Mulher dá a luz sozinha dentro de casa em Teresina e pai pede ajuda da Guarda Municipal.

O casal mora na cidade de Lagoa Alegre, no interior do Piauí, e vieram para a capital para realizar o parto. Eles estavam na casa de um tio do pai do bebê. A mãe já estava no nono mês de gestação.

“O portão da casa estava entreaberto. Ela já tinha tido o bebê, estava no chão com ele no colo e tinha muito sangue. Como a gente não tinha material estéril, nós ligamos para o Samu e ficamos conversando com ela, que falou que não sentia dor. O bebê era um menino ainda estava ligado ao cordão umbilical e a placenta não tinha saído. Ficamos conversando e ele estava coradinho e respirando bem”, afirmou Frasão.

Com a chegada do Samu, todos os procedimentos foram realizados e os dois, juntamente com o pai, foram levados à maternidade.

“Ela já tinha ido à maternidade pela manhã, mas orientaram a voltar para casa e aguardar. Felizmente, deu tudo certo. Foi um parto natural, sem complicações e muito bonito. Os pais ficaram muito agradecidos. Foi um momento especial também para a GCM de Teresina”, disse a GCM Louise Frasão.

Mais na Web