Piauí

Município de São João do Piauí recebe a Agência Piauí Fomento

Foi realizada uma reunião técnica para implementação da agência no município, nessa quinta-feira (14). A reunião contou com a presença do governador Wellington Dias.
  • DA REDAÇÃO
15/11/2019 14h00 - atualizado

Nessa quinta-feira (14), foi realizada uma reunião técnica com o governador Wellington Dias, empresários e produtores para a apresentação da Agência Piauí Fomento em São João do Piauí. A reunião aconteceu no Centro Cultural Ministro Petrônio Portela.

Segundo o presidente da Agência Piauí Fomento, Luiz Carlos Everton, a agência foi criada para promover o desenvolvimento econômico e social. “A reunião teve como objetivo apresentar aos empresários e produtores a Piauí Fomento, não só a instituição, mas também os nossos programas, as nossas linhas de crédito. Mostramos que temos financiamento para capital de giro, para investimento fixo e financiamos também para os produtores rurais, hoje mesmo liberamos o crédito para restauração de um hectare de uva”, disse o presidente.

Para o prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos, a iniciativa irá gerar desenvolvimento, emprego e renda para a população. “Esse é um momento que antecede o primeiro dia do Festival da Uva apresentando aos empreendedores de São João do Piauí mais uma alternativa: uma agência que oferece crédito mais simplificado, menos burocratizado, mais barato para aqueles que querem empreender nos mais diversos ramos de atividade produtiva no município”, comentou o prefeito.

O governador do Piauí ressaltou que a agência passa por um novo momento de ampliação e novas metas. “A Piauí Fomento é um braço do Estado, autorizado pelo Banco Central, com uma longa experiência no microcrédito, especialmente, mas também no apoio aos pequenos produtores, e agora estamos em um momento novo, trabalhando na capitalização para ampliar cada vez mais, a fim de alcançar R$ 30 milhões, até 2020, em capitalização da Agência de Fomento, somando à capitalização já existente: cerca de R$ 18 milhões de reais. Temos parceria com o Banco Regional de Brasília, com o Finame e estamos organizando os primeiros fundos de investimentos e participações”, afirmou o governador.

Segundo o presidente da agência, o Sebrae, que já era um parceiro em São Raimundo Nonato, continuará com a parceria agora em São João do Piauí. A agência é uma maneira de estimular o empreendedorismo no estado. No Piauí, a primeira experiência de banco comunitário ocorreu em São João do Arraial, em 2007. Existem os bancos Rede Opala, em Pedro II; Banco Retiro, em Esperantina; e Porto Marruás, na cidade de Porto. Cada um com suas moedas próprias.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web